Versando a vida.
A renúncia é a libertação. Não querer é poder.Fernando Pessoa
Capa Meu Diário Textos Áudios E-books Fotos Perfil Livro de Visitas Contato Links
Textos
A jardineira fiel.

Sempre acreditou no semear
Até encontrar solo árido
Usou mudas frescas, rosas e lavanda,
Alecrim e jasmim
Só queria um jardim
Para depositar seu amor tão doce...
Mas o solo era seco
O solo era morto,
Nada crescia, nada avançava,
Flores murchavam,
Recolheu as mudas em braçadas generosas,
Lentamente, afastou-se do jardim ressacado,
Não olhou para trás,
Era urgente achar terra fértil,
As plantas queriam germinar.
O tempo era de plantar,
O tempo ignora terras mortas.
Jeanne Geyer
Enviado por Jeanne Geyer em 15/03/2021
Copyright © 2021. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Comentários